Exposições

Exercício Estrutural Nº 7

Exercício Estrutural Nº 7

Outros Artistas

Individual João Cesar de Melo

Exercício Estrutural Nº 7 João César de Melo

Arquiteto por formação, o trabalho de João César de Melo tem como referência a paisagem da cidade, através de sua vivência urbana. Sua pinturas, em um primeiro olhar, podem ser lidas como abstratas, mas na verdade são estruturas muito bem calculadas, indo e vindo num exercício de equilíbrio e desequilíbrio constante, entre a ordem e a desordem. 

João César de Melo trata cada tela como um exercício estrutural, onde sempre se aventura em novas composições, com novos elementos e cores, tentando dramatizar as relações presentes em cada pintura, salientando grandes elementos apoiados em pequenas estruturas, conectados por singelas linhas. Cada cor tem um peso. Cada estrutura tem uma projeção - assim como percebe-se na cidade, o tempo todo. 

A beleza está no drama. É dramática a forma como a cidade se sustenta, como o transito se organiza, como a beleza de uma mulher se mostra - a probabilidade é que tudo dê errado, explica João César de Melo, que realizou em maio deste ano um grande mural do lounge da Vogue no Fashion Rio. 

João César de Melo tem uma produção pequena e focada. Cada série é composta de no máximo 30 telas, pois para cada uma entrega-se a longos períodos em que apenas desenha, rascunha as pinturas-estruturas que estão para serem produzidas. 

Para a exposição na Galeria Movimento, o artista pintou oito telas inéditas, pintadas em tinta acrílica de parede, com tamanhos entre 1 m x 1m e 1,5 x 1,5 x 1,5m, continuando sua atual séria Exercício Estrutural n°7, que empresta o nome à exposição. 

Sobre o artista: 
A arte manifestou-se em João César de Melo dentro do curso de arquitetura da UFES (Universidade Federal do Espírito Santo), no final dos anos 90, como uma maneira alternativa de expressão. Sempre muito ativo, o artista mineiro (mas que foi criado no Espírito Santo) percebeu que seus desenhos poderiam ser mais do que meros riscos no caderno. Passou então a convertê-los em propostas de arquitetura em seus trabalhos acadêmicos e logo estava pintando e recebendo convites para exposições em Vitória e Belo Horizonte. 

João César de Melo se dividiu entre o curso de arquitetura e pintura até o ano de 2006, quando seu formou e passou a se dedicar exclusivamente a arte. 

Participou de exposições coletivas no Brasil e Europa, tendo recebido menção honrosa no Circuito de Arte Brasileira, de 2002, com exposições em Paris, Viena e no Museu Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro. 

Realizou também exposições individuais, com destaque para Exercício de Equilíbrio n°01, aberta no Centro Cultural Telemar, Belo Horizonte, e para Plástica Urbana, realizada na Casa Porto das Artes Plásticas, em Vitória, quando expôs, além de telas e fotografias, um mural de 26 metros de comprimento por 4 de altura, pintado dentro da galeria. 

João César de Melo tem diversos murais expostos em todos os estados das regiões sul e sudeste, e também no nordeste e até no Acre, quando pintou, a convite do governo daquele estado, um mural em uma concha acústica. 

Recentemente pintou também um mural do lounge da Vogue no Fashion Rio em maio de 2010.